Sobre a CCB Cédula de Crédito Bancário

A Cédula de Crédito Bancário (CCB) foi estabelecida pela medida provisória 1925, em 11 de novembro de 1999, e posteriormente reeditada até ser incorporada nos artigos 26 a 45 da Lei n. 10.931, em 2004

A CCB é um documento de crédito emitido por uma pessoa física ou jurídica em favor de uma instituição financeira pertencente ao Sistema Financeiro Nacional. Ela representa a promessa de pagamento em dinheiro decorrente de uma operação de crédito em qualquer modalidade.

A principal característica da CCB é ser um título executivo extrajudicial, ou seja, não requer a aprovação do juiz para ser cobrado. Ela representa uma dívida em dinheiro que é certa, líquida e exigível, conforme indicado no próprio título. Para isso, basta que a instituição financeira apresente o saldo devedor demonstrado em uma planilha de cálculo ou nos extratos da conta corrente elaborados pela Instituição Registradora, que deve ser uma instituição financeira.

A Cédula de Crédito Bancário (CCB) pode ser endossada em favor de um investidor, o qual passará a ser o proprietário do crédito representado por ela.

Garantias:

Nossas CCBs contam com recebíveis (duplicatas) como garantia, os quais são depositados em uma conta sob nossa administração, mantendo um saldo de 120% do valor total das CCBs emitidas. Conforme os recebíveis vão vencendo, o emissor da CCB envia novos títulos para serem adicionados à conta vinculada. Após a conclusão dessa troca, liberamos os recursos dos recebíveis vencidos.